top of page
  • Rudy Rafael

A preparação para o Grande Dia da Nova Ordem Mundial deve ser feita até 2023

“Naquele dia, quem estiver no terraço e tiver os seus bens em casa não desça para os tirar; da mesma forma, quem estiver no campo não torne atrás.” – Lucas 17:31.

No ano de 2020 com a pandemia do coronavírus pôde-se vislumbrar a escancaração dos planos da Nova Ordem Mundial (NOM) negativa para este planeta. A pandemia do coronavírus foi a carta de apresentação da NOM negativa, foi o aviso escancarado de que ela está chegando. A pandemia do coronavírus foi apenas o prelúdio do que há de vir, que é a instituição da NOM negativa através de um Super Estado que controle todo o mundo e subjugue toda a humanidade. Das informações que eu recebi da Espiritualidade é preciso se preparar para o ano de 2023. “Se preparar” em relação à NOM negativa é simplesmente se preparar para viver longe do radar do Super Estado que há de vir, para assim “escapar” da NOM negativa, ou seja: viver nas florestas, com uma vida totalmente autossuficiente e sem depender de dinheiro para nada.

Nascemos, crescemos e vivemos no meio da facilidade e nada nem ninguém nos preparou para viver sem qualquer coisa relacionada a dinheiro. Viver sem qualquer coisa relacionada a dinheiro refere-se ao sistema em que vivemos onde tudo se baseia em comprar algo e ter acesso a algo através do pagamento em dinheiro. E aí a NOM negativa enganou a humanidade inteira. Se queremos comer um pedaço de bife de gado vamos até o supermercado a 500 m de casa e compramos o pedaço de carne pronto para assar, mas não sabemos preparar a carne para comer, não sabemos ajudar no parto de um bezerro, criá-lo, pastoerá-lo, abatê-lo e cortá-lo para que chegue ao ponto do bife que compramos no supermercado. Se queremos uma mesa, compramos uma mesa de madeira pronta em uma loja, mas não sabemos escolher a madeira, cortá-la, serrá-la e montá-la para formar uma mesa.

Não sabemos fazer absolutamente nada e esse é um grande trunfo da NOM negativa, pois essa nossa incompetência de viver nos entregou à ela de mão beijada e nos impede de escapar dela. Nossa criação nos entregou de mão beijada à NOM negativa, pois nossos pais nos educaram para que estudássemos e/ou trabalhássemos para ter dinheiro para comprar tudo que precisássemos, mas nossos pais não nos ensinaram a viver absolutamente independentes do dinheiro. Nossos pais nos levaram a conseguir dinheiro para comprar água, mas não a ter água para viver sem comprá-la. Nossos pais nos levaram a conseguir dinheiro para comprar a carne, mas não a ter carne sem comprá-la. Nossos pais nos ensinaram os caminhos para conseguir dinheiro, mas não a como viver sem ele e aí a crise da pandemia do coronavírus acendeu o alerta máximo para que cada um se conscientize de suas limitações.

“Se preparar para o Grande Dia da NOM negativa” é “renascer” para uma nova vida nesta mesma encarnação, começando do zero a nossa forma de viver dependente de dinheiro para tudo e aprendendo a viver uma vida sem depender de ninguém, de coisa alguma que venha do Estado e do sistema, como energia elétrica, água, telefone, internet, TV, entretenimento e luxo. Há o tempo até 2023 para aprender a viver uma nova vida, a Espiritualidade concedeu ainda este tempo às pessoas para que possam se preparar para escapar do radar da NOM negativa, se enfiar no meio da floresta e viver uma vida simples, em uma casa simples, sem as facilidades e luxos do mundo moderno que seduziram os habitantes da Terra, mas uma vida plenamente livre e feliz com os seus, com a natureza e com Deus, que é mais do que o suficiente para viver.

Não precisamos de TV para viver, não precisamos de internet para viver, não precisamos de ar condicionado para viver, não precisamos de refrigerantes para viver, não precisamos de carros para viver, não precisamos de piscinas para viver, não precisamos viajar o mundo para viver, não precisamos de diplomas e títulos para viver, não precisamos de tanta variedade de alimentos e bebidas para viver e não precisamos de muitas coisas que achamos que precisamos, mas isso não se muda de uma hora para a outra. É preciso se desintoxicar desse meio de vida dependente de tantas coisas e renascer para uma vida nova, simples, humilde e até mesmo pobre, mas livre, absolutamente livre de um sistema que se decidir acabar com a nossa vida acaba quando quiser, e tudo isso com o apoio em massa da sociedade, pois toda a sociedade vai apoiar o Super Estado da NOM negativa.

A preparação para a NOM negativa é muito mais física do que espiritual. Não devemos esquecer Deus, tampouco o nosso Rei Jesus Cristo, mas antes de ficar fazendo meditações e visualizações de Luz para o planeta é melhor fazer exercícios físicos para preparar o seu corpo físico para passar por dificuldades na floresta, antes de ficar de correntes de vibração positiva pela Terra no WhatsApp, melhor é fazer um curso de sobrevivência na selva e antes de ficar compartilhando mensagens de amor no Facebook, melhor é aprender a criar e abater uma galinha para poder comer depois. É preciso parar de perder tempo com entretenimento e ensinos inúteis para a sobrevivência independente do Estado e passar a aprender a viver sem depender do Estado, do sistema e do dinheiro e isso é terrivelmente penoso para quem nasceu, cresceu e vive com as facilidades da vida na civilização. Não é fácil, mas é necessário.

Precisamos aprender uma nova forma de viver que nos permita sobreviver longe do inferno que se dará na Terra a partir da criação do Super Estado, pois essa é a única forma de resistir à NOM negativa. Precisamos aprender a viver sem dinheiro, sem conforto, sem tudo pronto e sem tudo na mão a hora que queremos. É óbvio que viver no Super Estado da NOM negativa seria muito mais cômodo, pois o sistema traz conforto, regalias, prazeres, satisfações, entretenimento e tudo do bom e do melhor, mas isso tem um preço. Nada é de graça. O preço para viver em um mundo com boa comida, boa bebida, conforto, praticidade, luxo e prazeres sensoriais será escancaradamente a própria alma da pessoa, pois nenhuma alma que viver no regime da NOM negativa será livre. Não haverá como viver bem fora da NOM negativa, a questão é puramente buscar a sobrevivência mínima com abrigo, comida e bebida.

O que digo em relação a se preparar para 2023 é que no ano de 2023 quem quiser escapar do radar da NOM negativa terá que estar preparado para deixar a civilização, tendo lugar e meios de subsistência longe da civilização, longe do radar do Estado, para onde possa ir imediatamente deixando toda a sua vida, seus bens e seu patrimônio na civilização sem olhar para trás, e esse lugar deverá estar preparado para receber a si e aos seus. É preciso ter um lugar preparado para quando chegar a hora. Se uma pessoa quiser ter algum tipo de colheita para quando chegar no local, terá que ter plantado antes. É preciso ter mantimentos estocados nesse local para quando chegar a hora de partir. Não dá para esperar o Grande Dia e aí procurar um lugar para ir, porque não irá encontrar. É preciso estar preparado e o tempo está passando, quem deixar para o Grande Dia não terá para onde ir.

É preciso ter o local preparado da melhor forma possível para quando chegar nele possa encontrar a melhor forma de sobrevivência possível. Não se espera a sede para cavar o poço, não se espera a fome para plantar a batata e não se espera o frio para produzir a lã. Ninguém é obrigado a ter o luxo de um ar condicionado, mas não custa preparar um colchão com roupa de cama e travesseiros. Ninguém precisa comer tanta variedade de alimentos, mas não custa deixar pronto uma horta com alguns legumes e vegetais e um estoque de enlatados. Ninguém precisa de energia elétrica para viver, mas não custa deixar um sistema preparado para ter alguma luz à noite. Ninguém precisa de whisky para viver, mas não custa guardar uma bebida especial para celebrar o Natal com a família em uma cabana de madeira no meio do mato. Enfim, quanto antes se preparar o local para ir, mais conforto se terá ao chegar no local.

Para aqueles que não querem viver sob o regime do Super Estado que há de vir é hora de utilizar o pouco tempo que resta para preparar um local para ir e o corpo físico para quando o negócio estourar. É preciso usar o pouco tempo que resta para começar a renascer para uma vida diferente, desintoxicando-se dos industrializados, dos vícios, das facilidades, do sedentarismo e das comodidades. Quem tem o costume de consumir algo que não encontrará na floresta, ao invés de esperar o Grande Dia para ser obrigado a parar de consumir a coisa, é melhor ir parando aos poucos para quando chegar 2023 já esteja liberto desse consumo para assim sentir menos. É melhor parar com algo aos poucos, progressivamente com o tempo, do que de forma abrupta. É preciso se preparar de corpo, alma e espírito para a nova vida, que será penosa e sofrida, mas valerá à pena.

Eu prefiro viver no meio do mato comendo batata e galinha em um barraco de madeira do que viver em uma grande casa na cidade com um Super Estado controlando a minha vida inteira e com uma civilização de monstros servos do Grande Mal que não apenas apoiam e defendem como ajudam o Super Estado que há de vir denunciando as pessoas que violem as normas tiranas e perversas do Super Estado. Quem quiser viver em um mundo com isolamentos, confinamentos e quarentenas obrigatórias, com exames médicos e vacinas obrigatórias, com rastreamento de localização por celular para saber se a pessoa violou alguma norma estatal e coisas assim têm todo o direito de viver nisso, mas eu não quero isso para mim e para os meus. Eu sei perfeitamente bem quais são as entidades que estão por trás disso tudo que anunciou-se com a pandemia do coronavírus.

Não há outra forma de escapar da NOM negativa a não ser viver isoladamente de forma autossuficiente e sem dinheiro e é preciso se preparar para isso. Não adianta viver longe da cidade e precisar de dinheiro para comprar algo, primeiro porque se a pessoa precisa de dinheiro ela não é autossuficiente, segundo, porque se ela precisa de dinheiro ela vai ter que se submeter a algo ou alguém para receber dinheiro e terceiro, porque se ela precisar usar dinheiro ela vai ter que se conectar ao sistema. Cada um deve refletir sobre o que precisa para viver e como conseguiria viver sem ter que pagar por isso, esta é a forma de começar a se preparar. Não estou dizendo se acontecerá ou não algo em 2023, mas que é preciso estar pronto para 2023. É melhor se preparar e estar pronto para caso seja preciso ter um lugar para ir e sair do inferno do que depois não ter para onde ir e ter que ficar no inferno.

7 visualizações0 comentário

Comentarios


bottom of page