top of page
  • Rudy Rafael

A prisão kármica de encarnações sucessivas no regime da Nova Ordem Mundial

“Entretanto, aquele que perseverar até o fim será salvo.” – Mateus 24:13.

Em todo lugar se ouve que quando uma pessoa morre ela vai para um lugar melhor. Mesmo nos meios espiritualistas cientes da lei da reencarnação há o péssimo hábito de repetir, mesmo que por sensibilidade aos familiares enlutados, que quando uma pessoa morre ela “está em um lugar melhor” ou que ela “foi para um lugar melhor”, o que obviamente não condiz com a realidade. Essa “sensibilidade” de dizer que todo mundo está em um lugar melhor após morrer não apenas é uma mentira como induz as pessoas ao erro por mantê-las presas nesse engodo, pois assim deixam de buscar a verdade.

O ser humano, enquanto encarnado, além de já estar em um lugar horrível que é este planeta habitado por essa civilização de espíritos atrasados, ao morrer continuará no mesmo nível de evolução que estava enquanto encarnado. Um drogado que morreu assassinado por dever cocaína não irá para “um lugar melhor” simplesmente porque morreu, uma pessoa deprimida que cometeu suicídio porque estava enterrada na depressão não irá para “um lugar melhor” apenas porque tirou a própria vida e é preciso compreender que a Espiritualidade funciona com leis espirituais muito bem claras e lógicas. A Espiritualidade não é uma bagunça.

É preciso compreender, sempre, que a morte não salva ninguém de nada. Quem vive uma vida ruim vai ter um pós-morte ruim, quem vive uma vida boa vai ter um pós-morte bom. O que há em cima é como o que há embaixo, assim como o que há embaixo é como o que há em cima. Ter um pós-morte bom é ter um pós-morte espiritualizado, em harmonia com as leis cósmicas. Um pós-morte ruim decorre de uma vida voltada à matéria e à falta de Espiritualidade, gerando a desarmonia com as leis cósmicas. Deve-se compreender que o lugar para onde uma pessoa vai após morrer depende do lugar que ela plantou em vida.

A vida sob o regime da Nova Ordem Mundial (NOM) negativa também obedecerá ao processo kármico, assim como qualquer vida em qualquer lugar deste Universo. Ninguém que escolher viver sob o regime tirano da NOM negativa através de seu Super Estado tirano que há de vir pode achar que todo esse sistema de tirania se encerrará com a morte, que certamente virá dia ou outro. Ninguém pode cair no erro de achar que pode sobreviver alguns anos encarnado sendo governado pelo Governo das Trevas e que após desencarnar estará livre desse sistema. Muito pelo contrário, quem escolher viver uma vida nisso continuará vivendo outras nisso.

A escolha de viver ou não sob o regime da NOM negativa é também a escolha de liberdade da alma, pois nenhuma alma será livre enquanto se submeter à ela e os que por conveniência, medo ou qualquer outro motivo escolherem se submeter a isso ao morrerem continuarão reencarnando como humanos nesse mesmo regime, pois o terão escolhido. Os que escolherem resistir a esse sistema não apenas terão suas almas livres enquanto vivos como irão se desvincular da roda kármica que manterá as pessoas presas à NOM negativa. A escolha de uma pessoa de se submeter ou não à NOM negativa ditará suas próximas encarnações.

O karma é uma roda que engole, tritura, mói e amassa tudo por onde passa e a partir do momento em que o espírito se submete à essa roda ele passa a girar com essa roda. O Governo da NOM negativa durará 2 milênios, sempre piorando, sempre tornando-se mais tirano e perverso com o tempo e quem cair nessa roda kármica continuará com seu corpo físico, sua alma e seu espírito presos nesse sofrimento, tudo isso tendo sido respeitado o seu livre-arbítrio, pois será compreendido pela Espiritualidade que quem aceitar viver sob esse Governo estará aceitando-o e a forma de não aceitá-lo é estar longe do alcance de seus braços.

Quando um ser humano se submete a um regime tirano e perverso como será o do Super Estado com a NOM negativa esse ser não apenas diz à Espiritualidade que quer o seu espírito vinculado àquilo como também alimenta esse sistema que irá aprisionar outros espíritos e assim, não apenas esse ser colherá os frutos do que plantou por ter escolhido esse sistema como colherá os frutos do que plantou por ter dado força a um sistema que aprisionou outros espíritos. É preciso que cada espírito encarnado diga com ações à Espiritualidade que não quer aquele inferno e isso se dirá estando longe dele.

Uma pessoa achar que pode viver algumas décadas de vida de uma encarnação sob o regime do mal, aproveitando as benesses de aceitar o mal enquanto aguarda o desencarne suportando o mal para depois ir para “um lugar melhor” beira ao mau-caratismo para com a Espiritualidade. A Espiritualidade não é tola de permitir que uma pessoa aceite o mal, alimente o mal, não resista ao mal e depois meramente a leve para o paraíso depois do desencarne, além de que, essas entidades que aguardam a oficialização de seu Governo no plano material não irão se satisfazer em atormentar apenas uma encarnação dos espíritos.

As pessoas que escolherem viver sob o regime da NOM negativa continuarão reencarnando sucessivamente no regime da NOM negativa até que ela seja extirpada da Terra. De Deus não se zomba, da Espiritualidade não se zomba e da Grande Providência Divina não se zomba, quem alimentar esse sistema tirano e perverso fará parte dele e se tornará apenas mais uma roda dessa grande engrenagem do mal. Não vai adiantar esperar o desencarne, será necessário resistir ao mal para que a Espiritualidade lhe dê a colheita correspondente a ter resistido ao mal. Quem alimentar o mal viverá o mal.

Quem acha que a NOM negativa “não é tão ruim assim” e que basta aguardar a morte para se ver livre desse terror que virá precisa despertar. A NOM negativa não será um passatempo das entidades das trevas, será o seu Governo. O Governo de quem está há milênios esperando pelo Grande Dia e eles não irão se contentar em atormentar as almas humanas pelo mero período de uma encarnação humana. Isso não lhes satisfaria. Eles vão querer atormentar as almas não apenas por toda a sua vida, mas também por suas vidas futuras utilizando-se da lei da reencarnação para tal. É preciso morrer livre para renascer livre.

3 visualizações0 comentário

Comments


bottom of page